Tratamento da Fibromialgia


A Fibromialgia tem cura? Não. Por apresentar diversos fatores causais a Fibromialgia cronifica. Não ocasiona morte ou deformidades, mas pode evoluir com incapacidade se não for tratada. O tratamento feito de maneira adequada e com a mudança de hábitos proporciona o controle da dor, melhora do sono, da fadiga e do humor. A manutenção do tratamento com a atividade física regular e controle do estresse são essenciais para a melhora da qualidade de vida.

OBJETIVOS DO TRATAMENTO
Objetivos:
- CONTROLE da dor e da fadiga
- melhora do sono
- controle das anormalidades do humor
- melhora funcional
- prevenção da recorrência dos sintomas
- reintegração psicosocial
- manutenção da qualidade de vida

TRATAMENTO MEDICAMENTOSO
medicamentos
A dor crônica da Fibromialgia deve ser tratada de maneira diferenciada.
Os antidepressivos tricíclicos são eleitos como a melhor opção para este tipo de dor por promover relaxamento muscular, inibir a dor e induzir ao sono. Os mais comumente utilizados são a amitriptilina, nortriptilina, imipramina, entre outros. O relaxante muscular de ação central mais usado na Fibromialgia é a ciclobenzaprina, com efeito semelhante ao da amitriptilina. Os efeitos colaterais mais freqüentes são boca seca, sonolência e a prisão de ventre. Os efeitos na dor iniciam após 30 dias em média.
Os antidepressivos inibidores de recaptação de serotonina, como a fluoxetina e a paroxetina são utilizados quando distúrbios de ansiedade estão presentes. Promovem a diminuição do apetite e a sensação de fadiga. Pode causar boca seca e até insônia.
Há uma nova geração de antidepressivos, inibidores de recaptação de serotonina e noradrenalina com resultados promissores nas pesquisas e no dia-a-dia. A duloxetina apresenta melhora do limiar de dor e do humor. Pode apresentar hipertensão arterial como efeito colateral.
Os neurolépticos fenotiazínicos (clorpromazina) são utilizados em conjunto com os antidepressivos para aumentar a ação destes. Os efeitos colaterias mais comuns são boca amarga, cefaléia e náuseas. Em excesso e por período prolongado, podem causar distonia medicamentosa (contração muscular involuntária crônica).
Eventualmente pode ser utilizado um anticonvulsivante para dor em caráter de fisgada e choque que aparece e some de repente.
Para o tratamento do sono são utilizados os Indutores de Sono, quando não há resultado satisfatório com os antidepressivos. O Zolpidem tem a vantagem de não induzir a dependência e não apresentar sonolência durante o dia.
Os analgésicos comuns como a dipirona e o paracetamol são utilizados comumente para alívio da dor. Possuem poucos efeitos colaterais.
Os antiinflamatórios (diclofenaco de sódio, naproxeno, indometacina, celecoxib,etc…) não apresentam bons resultados com dor crônica, somente em situações específicas, as quais diferem da dor do dia-a dia e geralmente são ocasionadas por trauma, esforço físico e posturas viciosas. Se usados por período prolongado podem causar problemas gástricos, renais e com hipertensão.
Os relaxantes musculares auxiliam no alívio de dores agudas, principalmente relacionadas o estresse. Deve-se tomar cuidado com os relaxantes musculares associados com antiinflamatórios.
Os analgésicos opióides são mais potentes que os comuns. Ocasionam obstipação e sonolência em idosos.Podem causar dependência física, psicológica e insuficiência hepática. Opióides fortes podem ocasionar náuseas, cefaléia e até vômitos.
Os corticóides são utilizados somente em uma crise dor específica. Não são usados rotineiramente devido aos seu efeitos adversos.
Qual a melhor medicação para mim?
As medicações utilizadas para o tratamento de Fibromialgia variam de indivíduo para indivíduo. Isto acontece por diferentes motivos, principalmente pelo fato de diversos fatores: idade, genética, doenças associadas, fatores ambientais, tempo de doença e sintomas apresentados por cada um.
Toda medicação apresenta algum efeito colateral. Isto não é grave, mas pode ser desagradável e por isto limitar o uso de algumas destas drogas. Conseqüentemente, pode haver a demora do acerto da medicação e até mesmo uma resistência ao efeito analgésico após um período.
As medicações não causam dependência física se devidamente prescritas por um médico especialista no assunto.
Caso você tenha alguma dúvida sobre a melhor opção em seu caso, converse com o seu médico e ele te orientará.


TRATAMENTO DE REABILITAÇÃO
Equipe de Reabilitação
Para maior eficácia, este tratamento deve ser multi e interprofissional, ou seja, deve haver critérios, metas e interação entre os profissionais.
Deve ser coordenada por um médico fisiatra conforme a necessidade de cada caso. Há vários profissionais que podem estar envolvidos dependendo da necessidade do paciente. Entre eles: fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista, educador físico, terapeuta ocupacional, enfermeiros e até assistente social.

Este tratamento consiste em promover o equilíbrio muscular, corrigir posturas inadequadas, orientar a atividade de vida diária e profissional, condicionamento físico, estabilização do humor, técnicas de relaxamento e outras medidas de controle da dor.
Os exercícios de alongamento são os exercícios que melhoram a flexibilidade e devem ser aprendidos e continuados após a reabilitação juntamente com o condicionamento físico para manutenção do equilíbrio muscular.
O condicionamento físico deve ser realizado com exercícios aeróbicos sem carga e sem impacto. Isto promoverá uma melhora da capacidade cardiovascular e melhor condicionamento muscular, ou seja, mais oxigênio dentro do músculo, menos chance de desenvolver dor.
O fortalecimento muscular é utilizado durante a reabilitação para melhora de postura. A má postura leva a encurtamentos musculares que ocasionam dor. A correção da postura e a melhora da conscientização corporal nestes pacientes diminuem a intensidade e freqüência das dores.
A conscientização corporal pode ser melhorada com técnicas de automassagem que também aliviam as dores.
Com a melhora destes aspectos, há necessidade de orientação quanto à ergonomia, que é a postura correta nas atividades profissionais e do dia-a-dia. O terapeuta pode ensinar ainda, outras técnicas práticas para alívio de dor por termoterapia, como as bolsas de água quente, compressas com gelo, uso de infravermelho e bolas para automassagem, entre outros.
No geral, os exercícios mais indicados para Fibromialgia são: hidroginástica, caminhar e andar de bicicleta.
O humor pode ser abordado com a psicoterapia individual e/ou grupal e com as técnicas de relaxamento. A terapia que apresenta melhores resultados é a Terapia Cognitivo Comportamental. Em casos mais graves, há necessidade de tratamento psiquiátrico concomitante.
A dieta influencia no comportamento do intestino e no peso. Pacientes mais obesos apresentam maior incapacidade e mais dor.
A acupuntura pode ser útil, pacientes com Fibromialgia que não apresentem aversão de agulhas se beneficiam com a acupuntura asssociada à reabilitação. Entretanto, os estudos mostram que a analgesia tem duração limitada.
TRATAMENTO DE MANUTENÇÃO
A Manutenção é a continuidade do tratamento como rotina diária, uma mudança de hábitos.
O paciente deverá continuar com atividade física regular, principalmente os alongamentos e aeróbicos. Atividade física regular, segundo o Colégio Americano de Medicina Esportiva, é aquela praticada 3 vezes por semana por pelo menos 30 minutos.
Utilizar técnicas de relaxamento, outros métodos de controle da dor conforme sentir necessidade.
Não adotar posturas inadequadas e viciosas.
Menor uso de medicações possíveis conforme a orientação médica.
Melhora da qualidade vida.
Maior participação em atividades sociais e de lazer.
Qual o melhor exercício para mim?
O melhor exercício depende de diversos fatores: idade, atividade física prévia, fase do tratamento, peso, gosto do paciente (é isso mesmo, o que ele gosta!), etc….Por este motivo, deve ser prescrito por um médico especialista, de preferência um Médico Fisiatra.

hidroginastica

About these ads

80 Respostas para “Tratamento da Fibromialgia

  1. Edilce Fernandes Fuzetto

    Gostaria de parabenizar o artigo acima sobre fibromialgia que está muito bem escrito e completo. Tem uma redação de fácil entendimento de todos.

    Parabéns

    Edilce

  2. Preciso de ajuda, minha irmã tem sofrido muito, acredito que tem relação à essa doença, mas ninguém consegue amenizar sua dor, ela agora foi encaminhada para São Paulo, pois os médicos de Goías não conseguiram resolver o problema dela. por desepero ela já foi em centro espírito, acunpuntura, fisioterapia, hoje ela divide seu tempo entre o procedimentos no hospital para aliviar sua dor e o trabalho.

    Estamos desesperados, alguém pode nos ajudar???

    Jaqueline

    • Olá, Jaqueline!
      Sua irmã precisa de uma avaliação de um especialista para definir quais as causas de suas dores. Existem muitas causas de dor generalizada e nem sempre é Fibromialgia. Para a indicação de um tratamento é necessário uma investigação destas causas e no caso de ser Fibromialgia, o tratamento deve enfocar a dor,o físico, o sono e o emocional, tudo ao mesmo tempo.
      Em Goiás, eu conheço Fisiatras que sabem diagnosticar e Tratar Fibromialgia, não sendo necessário a vinda e o gasto em São Paulo.
      Boa Sorte!

  3. Wanda Marisa de Almeida

    Dra. Thais,

    Li o que vc pediu. Como está mto.bem explicado, até uma leiga como eu pode entender tudo. Sobre o tema – distonia medicamentosa (contração muscular involuntária crônica), não falamos sobre isso, mas eu tenho e muita, contração. Começou com a depressão e até hoje não parou. Dou cada pulo que até eu me assusto.

    Parabéns pelo trabalho! Um abraço,

    Wanda

    • Olá, Wanda!
      Fique tranquila pois a contração involuntária muscular que você apresenta, não é uma distonia (ainda bem pois senão seria um problema mais sério). Essas contrações que você tem são chamadas de fasciculações e também são involuntárias e muito frequentes em músculos fadigados e encurtados.
      A boa notícia é que estas fasciculações vão diminuir progressivamente e sumir quando você começar a fazer os exercícios durante a reabilitação.
      Estou à disposição!
      Beijos

  4. Dra. Thais,

    Minha mãe e portadora de Fibromialgia, já faz quase 3 meses que faz uso de remédios para Fibromialgia. Faz fisioterapia mas mesmo assim as dores não param, queria saber se você conhece Fisiatras em Goiás que podem ajudar no tratamento para ela.

    Grato se poder nos ajudar.

    • Olá, Marks!
      Em Goiânia, a Dra Ana Cristina F.Garcia atende pacientes com Fibromialgia.
      O endereço de seu consultório é:
      Clínica Fisiatra
      Avenida Assis Chateubriand nº99 Setor Sul
      Fone: 32122231
      Boa Sorte!
      Se precisar em outra cidade de Goiás por favor entre em contato novamente!

  5. Olá, dra. Thais!

    Tudo bem? Sei que nos veremos em poucos dias, mas surgiu uma questão que me preocupou.

    Estou internada (broncopneumonia). Quando mostrei os remédios que eu tomo para o médico responsável aqui no hospital, ele me disse que jamais deve ser ministrado sibutramina com antidepressivos, pois pode causar problemas sérios, inclusive avc. E me sugeriu procurar um bom neuro para me avaliar.

    O endócrino que me receitou a sibutramina sabe os remédios que eu tomo, mas não me falou nada a respeito desse risco. Será que realmente posso ter problemas?

    Obrigada. Bjs.

    • Olá, Andrea!
      Tudo bem?
      A associação de sibutramina com outros antidepressivos para fins de perda de peso é contraindicada por agirem em receptores semelhantes no Sistema Nervoso Central. As pesquisas que existem, são referentes à sibutramina e fluoxetina associadas, ambas para perda de peso.
      Não existem estudos referentes ao uso de sibutramina associada com outros antidepressivos que atuam na depressão ou na dor (seu caso).
      Como a sibutramina age no sistema nervoso central, aconselha-se a não fazer associação com outros medicamentos que agem no mesmo local, pois os efeitos colaterais podem ser intensificados (cefaléia, nauseas, dor de estômago, diarréia e vômitos).
      Não existe nenhum estudo com a associação de sibutramina e bupropriona.
      Em nenhum estudo (pesquisei na literatura científica antes de te responder), há relatos de pacientes com AVC decorrentes desta associação.
      Espero que você esteja melhor da broncopneumonia e espero te rever em breve!

  6. Prezada dra. Thais,

    Tenho um tio, muito querido, epilético desde o nascimento. Ele sempre apresentou idade mental inferior a cronológica, dificuldades na fala, de locomoção etc.
    Há cerca de oito anos, seu caso se complicou levando-o a ficar definitivamente acamado. Os médicos não souberam precisar o que aconteceu com meu tio, mas, afirmaram que tratava-se de um agravamento de seu quadro de eplepsia. Desde então, meu tio sofre de fortíssimas dores nos pés. Ele foi levado a vários especialistas na tentativa de minimizar o problema. O último médico consultado, neurologista, disse tratar-se de uma neuropatologia, aumentando a dosagem dos medicamentos anti-epiléticos. Contudo, as dores não cessaram. Já levamos meu tio inclusive numa clínica de dor aqui em BH, onde moramos.
    Ele chora,muitas vezes até grita, tamanha é sua dor. Foram feitas experiências com diversos medicamentos…
    Por favor, preciso de ajuda!

    Obrigada,

    Denise.

    • Olá, Denise!
      Você sabe a Síndrome que seu tio apresenta? Com certeza ele deve ter um diagnóstico e assim fica mais fácil de saber como é a evolução desta patologia.
      Pelos dados que você me forneceu, seu tio sempre apresentou dificuldade de locomoção e isto leva a alterações posturais com dor associada. Agora que está acamado, sua musculatura está perdendo massa e adquirindo vícios posturais que podem levar à deformidades. Mesmo que o quadro de dor neuropática tenha agravado intensificando suas dores, não podemos esquecer da Síndrome Dolorosa Miofascial, que com certeza ele tem devido à longa permanência na cama. Os anticonvulsivantes são utilizados para a dor neuropática, que é aquela dor que vem de repente e vai embora logo, porém é intensa, em carater de fisgada, facada, pontada, etc…Acredito que seu tio tenha a dor neuropática e a dor miofascial (ver post “Síndrome Dolorosa Miofascial”) e para melhorar sua qualidade de vida é necessário uma reabilitação. Em BH, existem muitos médicos Fisiatras competentes que podem ajudar neste aspecto, eles poderão identificar a causa de dor, melhorar e prevenir outras complicações que são consequências do imobilismo. Na lista de links importantes, têm o link da Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação, lá você encontrará uma lista de Fisiatras em BH.
      Espero ter ajudado e qualquer coisa é só perguntar, ok?
      Boa Sorte!

  7. Prezada dra. Thais,

    Li o post sobre a “Síndrome Dolorosa Miofascial” e me lembrei que antes de ficar acamado meu tio reclamava de fraqueza nas pernas. Também acredito que ele tenha desenvolvido essa síndrome. Marcarei consulta para meu tio com um fisiatra. Vc pode me indicar algum especialista da área em BH?
    As dores causadas pela Síndrome apontada podem ser muito intensas?
    Perguntarei para minha mãe, que tem acompanhado meu tio desde o agravamento de sua doença, maiores detalhes de seu diagnóstico.

    Muito Obrigada!

    • Olá, Denise!
      Sim, a dor da miofascial pode ser muito intensa e depende muito do imobilismo do paciente neste caso (quanto mais imóvel, acamado, mais dor).
      Estas duas médicas Fisiatras atuam em Belo Horizonte e conheço o trabalho exemplar de ambas: Ana Paula Coutinho Fonseca e Claudia Fonseca Pereira.
      No site da ABMFR você encontrará o contato delas.
      Boa Sorte!

  8. Dra Thais,
    Bom dia. Depois de ter visto uma reportagem na tv que falava da Fibromialgia, eu me identifiquei tanto quanto aos sintomas que nao pude deixar de entrar na internet e fazer a minha pesquisa. A muitos anos sofro de dores. Morei 15 anos na Italia, e fui inclusive para no hospital de referencia na europa para reumatismo, que fica em Pisa. La depois de muitos exames, até geneticos, nada descobri, somente de ter um pouco de artrose. Voltei para o Brasil em janeiro de 2008, e com o sol e calor, muito melhorou as dores, mas com o inverno elas se intensificaram outra vez, e ai na busca por uma soluçao encontrei esse site que parece que esta me iluminando…. Tenho dores e todos os sintomas descritos da doença, principalmente dores nas pernas e pés. Existe algum médico no Rio de Janeiro que eu possa ir, que nao seja daqueles mais caros….. Nao tenho plano médico e uso o sus para me tratar, mas como as dores estao muito fortes com o inverno corrente acho até que poderia pagar um medico particular para essa emergencia. Com medo da auto medicaçao eu literalmente nao tomo remedios. Obrigado

    • Sim, Thais.
      Existe médicos Fisiatras no Rio de Janeiro que tem muita experiência com Fibromialgia e se for o seu caso, irão tratá-la da melhor maneira possível.
      No meu site tem na Lista de Links Importantes o site da Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação e lá você poderá encontrar todos os contatos dos Fisiatras do Rio de Janeiro.Se Niterói não for longe para você, indico a Dra ANA LUCIA MUNIZ TEIXEIRA MOURAO.
      Boa Sorte e qualquer dúvida estou por aqui!

  9. Oi doutora!
    Meu nome é luciano medeiros tenho 32 anos
    Pasei pou rudas gripes muito forte onde tive dores de garganta e tomei anti-inflamatórios………. No dia 23 acordei com dores no corpo e percebi que as dores foram aumentando e que elas são nas juntas das minhas pernas, braços e mãos……………. Fiquei totalmente travado …….ja tomei alguns torsilax que aliviou um pouco a dor, apresentou um pouco de diárreia e falta de sono ……….. Naum sei que tipo de médico procurar, estive numa consulta com uma nutróloga a um tempo que me falou do aumento de ácido úrico…………… Estou uns dez quilos mais gordo que nessa época ……………. Estou lendo sobre essa doença fibromialgia ……..estou muito preoculpado pois os sitomas estão se encaixando nela ……. O QUE DEVO FAZER? E o que devo tomar enquanto naum vou ao médido .. lembrando que tive um problema de gastrite…….. abracos

    • Olá, Luciano!
      Um dos diagnósticos diferenciais da fibromialgia são as infecções, pois estas podem apresentar dores generalizadas, nas articulações, cansaço, noites mal dormidas e até diarréia. Na fibromialgia estes sintomas são crônicos, ou seja, estão presentes há pelo menos 3 meses e geralmente iniciam-se aos poucos.
      Pelo que relatou, seus sintomas têm apenas alguns dias, provavelmente uma virose que se resolverá em 15 dias. Se persistirem, sugiro que você procure um clínico geral para descartar a hipótese de uma infecção bacteriana (que é tratada com antibióticos específicos) ou qualquer outra doença relacionada com as articulações, como os reumatismos e a gota (excesso de ácido úrico) e com a avaliação prescrever as medicações mais indicadas para o seu caso.
      Boa Sorte!

  10. Olá, Everaldo!
    Devo lembrar que este site não está destinado a fazer propagandas comerciais, por este motivo, seu comentário não foi publicado,ok?
    A Lemeterapia é um tipo de massagem corporal como a miofascioterapia que auxilia no tratamento de doenças musculares.
    Nos estudos científicos, esta terapia mostrou uma melhora parcial dos sintomas, mas deve ser indicada na hora certa e juntamente com os medicamentos, psicoterapia, outras terapia corporais e exercícios aeróbios. Como terapia isolada, não demonstrou evidências de melhora a longo prazo.

  11. Keila da silva azevedo

    Gostaria de obter imformações sobre tratamentos de fibromialgia gratuito, ou pelo plano da unimed, pois minha mão encontra-se em estágio avançado da doença e não sei mais o que fazer.
    Nada melhora sua dor e sofrimento.

    • Olá, Keila!
      Se você estiver em São Paulo, este atendimento pode ser encontrado em vários locais gratuitamente.
      Em Hospitais Escola como o Hospital das Clínicas você consegue o tratamento ambulatorial e multiprofissional de reabilitação.
      Já nas AMEs você conseguirá acompanhamento ambulatorial.
      Nos CÉUS você poderá inscreve-la para fazer atividade física gratuita, como a hidroginástica.
      Para conseguir atendimento nestes locais é necessário um encaminhamento médico com o diagnóstico da paciente e seus documentos(CIC,RG,Comprovante de residência,etc..)
      Boa sorte!

  12. Minha esposa sofre de fibromialgia desde 2005 hoje ela está dependente da dolantina e não está adiantando nada depois de umas dez horas ela têm que tomar de novo moro em São Vicente litoral Santista ela se trata com os doutores Eduardo Yabuta,Ronaldo Formento Aguiar e Mônica Yasmim não sei mais o que fazer me oriente por favor muito obrigado

    • Olá, Fabiano!
      Raros são os casos de uso de dolantina na Fibromialgia, exatamente por este analgésico causar dependência e após algum tempo, perder sua eficácia. Geralmente são casos psiquiátricos graves. Sugiro que procure um psiquiatra para avaliar sua esposa e identificar seu diagnóstico associado(se houver) e juntamente com um médico Fisiatra ajuda-la a livrar-se da dependência com outros métodos de analgesia.
      Boa Sorte!

  13. Suely de Toledo Pereira

    Gostaria de saber o telefone de contato da dra. Monica Yasmin para marcar consulta.

  14. Olá Dra. vi a sua entrevista na CBN e achei muito interessante. Parabéns.

    Por favor, gostaria de saber se a Sra pode me ajudar. É o seguinte: tenho 46 anos sou uma pessoa sadia e muito feliz, graças a Deus, porém a mais de 20 anos sofro de um cansaço enorme nas pernas e em algumas regiões dela, sempre acompanhada por uma leve dor, as vezes uma dor mais intensa, mais o que muito me incomoda é o cansaço e o peso que sinto. Muito difícil. preciso sentar-me ou deitar-me para ver se alivia.
    Tenho disco artrose na L5, somente isso.
    Se preciso for, irei ai em SP fazer uma consulta na sua clínica particular, porém queria ter luz, devido a distância e o custo com passagens. Obrigado. Claudionor.

    • Olá, Claudionor!
      É difícil através de sua descrição descobrir qual é a causa da sua dor, para isto é necessário um avaliação clínica com detalhes da hitórica da dor e sobre você e suas atividades diárias e principalmente um exame físico detalhado. Dependendo do caso é necessário também exames complementares. Como vi que andou pesquisando sobre a Fibromialgia, posso te adiantar que Fibromialgia não causa dor somente nas pernas, assista o vídeo do post “Fisiopatologia e Sintomas da Fibromialgia” e vc verá que a dor é praticamente no corpo todo.
      Aonde você mora? Talvez possa te indicar um médico fisiatra na sua cidade, ou pelo menos mais próximo de você.

  15. Dra Thais, Primeiramente obrigadopela sua resposta tão rápida.
    Moro em Brasília-DF, porém já procurei vários profissionais aqui, como: clínico, neurologista, ortopedista, angiologista, reumatologista, e geriatra, fiz vários exames, entre eles um terrível, neuromiografia, que graças a Deus não acusou nada, mais continuo com esses sintomas difíceis de entender, ora dói no calcanhar, em outro momento na batata da perna, as vezes nas duas pernas, as vezes no pé inteiro, não tem lógica, a dor não é forte, mas ela vem acompanhada de um cansaço muito grande, e um peso na perna as vezes já concidiu vir acompanhada também de sonolência, enfim, estou descrente de algum profissional em Brasília, mais seria muito bom se aqui tivesse, se não tiver, por favor gostaria de fazer uma consulta com um especialista em SP, preferencialmente com a Sra. se for o caso. Mais uma vez obrigado e um abraço. Claudionor

  16. LUCIA MARIA MATOS LOBATO

    tenho fibromialgia,tomo miosan e, mioflex e fluoxetina efaço massasgem , agora comecei a tomar subtramina, tem algum problema?

    • Olá, Lucia!
      A sibutramina é um moderador de apetite que influencia no sono e no comportamento. Não é o medicamento mais indicado para perda de peso em fibromiálgicas devido a estes efeitos colaterais.Sugiro que converse com o seu médico que trata a fibromialgia, para ele optar pelo que tiver mais benefício do que risco.
      Boa sorte!

  17. Ola boa Noite!
    Me chamo Cristiane e moro no rio de janeiro
    Tenho fibromilagia, foi descoberto a pouco tempo
    Só que a consulta sai cara pra mim todo mes e eu queria saber se possui alguma clinica que trata disso sem ser partuciular
    Att.
    Cristiane

    • Olá, Cristiane!
      Não conheço o sistema público de saúde do Rio de Janeiro, mas sei que com certeza você encontrará este tratamento gratuito nos Hospitais Escolas (são os hospitais que tem faculdade de medicina)
      Procure no mais perto de sua casa.
      Boa Sorte!

  18. BOA TARDE! GOSTARIA DE SABER SE VC CONHECE ALGUM FISIATRA EM SÃO MATEUS E.S.
    MINHA MÃE PRECISA MUITO DE UM ESPRCIALISTA.
    AGUARDO RESPOSTA. ABRAÇOS.

  19. Dra. Thais, Bom Dia.

    Estou com uma dor muito forte há 10 dias no ombro, pescoço, coluna e se estende para o braço, ocasionando um formigamento, procurei um ortopedista que me receitou Tandrilax e solicitou uma ressonãncia magnética, ontem fiz o exame que fica pronto amanhã. O tandrilax não alivia a dor, quase insuportável. Aguardarei o resultado do exame para procurar um erspecialista em Porto Alegre e solicitarei uma indicação sua.
    Parabéns pela matéria.

    • Olá, Edgar!
      O Tandrilax é uma ótima medicação para tratar dor aguda, como você apresenta a dor há apenas 10 dias e nunca apresentou dor semelhante anteriormente, este composto de antiinflamatório com relaxante muscular é bem indicado. Dependendo da causa da dor, é insuficiente para aliviá-la necessitando de tratamento de reabilitação.
      Sugiro que procura também um médico Fisiatra após o resultado do exame para auxiliá-lo na orientação deste tipo de tratamento.
      boa sorte!

  20. Boa tarde,
    Moro em Brasília e tenho o diagnóstico de Fibromialgia há mais de 10 anos. Tomo Rivotril 2mg e Amitriptilina 75mg. Sinto dores o tempo todo.Vc conhece algum reumatologista em Brasilia? Tem algum esclarecimento sobre a Lemeterapia,pois estou desesperada de tanto sentir dor.
    Muito obrigada

  21. Dra.
    Meu marido tem artrose, mas corre durante uma hora, quase todos os dias..
    Há umas 3 semanas ele começou a sentir dormência nos braços, a mão meio “boba” e, depois de 2 semanas, ele começou a ter fasciculações na perna e como é médico, já achou que teria esclerose lateral amiotrófica.
    Ele está me deixando louca, conversei muito com uma amiga que é fisioterapeuta e ela me tranquilizou.
    Vamos a um neurologista na segunda, se tivesse achado seu site antes….

    Obrigada!!!!! Ana Paula

  22. izabel cristina da costa moreira

    BOATARDE DOUTORA.SOFRO DE SERINGOMIELIA,ENTREI EM CONTATO COM O HOSP.LUCY MONTORO EM SAO PAULO,E FUI ORIENTADA A PROCURAR UM FISIATRA,SOU DO AMAPA E NO ME ESTADO NAO TEM NENHUM CADASTRADO NA ASSOCIACAO,BEM ESTOU EM BRASILIA,VIM TENTAR ME CONSULTAR NO HOSP.SARA E NAO CONSEGUI,VI NA NET NOMES DE MEDICOS QUE PODEM ME ATENDER MAS NAO SEI O ENDERECO,ELES FALARAM QUE SEREI AVALIADA POR ESSE MEDICO OU MEDICA,ESTOU NA CADEIRA DE RODAS E DEIXEI DE ANDAR EM 2008,SOFRO DE DOR NEUROPATICA E HORRIVEL ME AJUDE POR FAVOR.OBRIGADA.

  23. ola tenho artrite reumatoide depressao e no inicio de lupus fui ao reumatologista ele me receitou ibuprofeno,methotrexate hidroxicloroquina,predsonam acido folico tbm, so que no decorrer de tratmto meu marido faleceu ai a depressao amumentou o neuro me receitou amitriptilina 25mg so que ja tomo rivotril 20 gts tem algum problema mistura esse 2 remedio rivotril e amitriptilina, to um pouco insegura qto a esses 2 remedios juntos obrigada

    • Olá, Rosany!
      Não há problema nenhum de tomar estas suas medicações ao mesmo tempo, desde que seu médico seja ciente de que já tomava o rivotril, para saber a dose mais adequada ao seu quadro.
      Isto só ajudará a melhorar mais rápido!

  24. Boa tarde!
    Tenho Fibromialgia a 4 anos… e a 4 anos só escuto:
    Vc vai melhorar, isso vai passar, esse tratamento é eficaz etc..
    O médico que diagnosticou a Fibromiálgia em mim foi um ortopedista especializado em traumatologia Dr. Zeno Augusto, depois fui na reumatologista Dra. Mitico, até chegar no tambem reumatologista Dr. Antonio Carlos Ximenes, indicado até entao pelo Dr. Eduardo paiva, dizendo que o Ximenes seria ate entao o Papa da Fibromialgia em Goiana.
    Tratei dois anos com ele… e nao senti melhoras, meu caso so piorava cada dia mais, o tratamento tinha estabilizado, nao andava pra frente, foi aí que resolvi trocar de médico novaente e por indicacao de nao sei quem, encontrei o Dr. Bruno Nazeozeno, tbm reumatologista.
    Trato com ele a mais ou menos um ano e meio, UM PEQUENO DETALHE, sou alérgico a antiflamatorios e nalagesicos e amitriptilina, nortriptilina entre outros antidepressivos, causando ainda uma maior dificuldade de tratamento.
    Sofro muito, nao consigo dar continuidade a hidroterapia, me causando muita fadiga muscular, mto cancaco, caminha, qdo comeco a caminhar, vem uma crise fortissima (pra falar a verdade, nunca me senti fora de uma crise ate hj ).
    Comecei a tomar o tal LYRICA. Como sou alérgico de mais, comecei tomando 75mg a cada dois dias, depois passei um dia sim um dia nao, depois um por dia, ate chegar em 150mg de noite, e 75mg de manha, mas depoisd e 2 semanas, comecei a me sentir muito mal e o Dr. Bruno nazeozeno, resolveu suspender temporariamente o de 75mg, deixando somente o de 150mg de noite.
    Tomo muito corticoide, pois é o unico q tira me dor aguda, mas o corticoide so acaba com meu corpo, deixando uma distensao abdominal muito grande esteticamente e com dores fisicamente. Enfim, quero qualidade de vida, quero dormir bem e acordar bem, me caso em janeiro de 2011 e quero ser feliz!!!
    Será que isso ainda é possivel……….?

    • Claro que é possível, Felipe!
      Por isto é importante o tratamento multiprofissional.Você apresenta vários efeitos colaterais com a medicação e também sabemos que nenhum remédio é milagroso para fibromialgia. Por isso, sua melhora virá dos exercícios e da psicoterapia, fundamentais para você.
      Sugiro que você procure um médico Fisiatra para orientá-lo quanto o tratamento de reabilitação, que pelo visto, você ainda não aderiu adequadamente.
      Em Goiânia, a Dra Ana Cristina Ferreira, que também trabalha no Centro de Reabilitação CRER.
      Boa Sorte!

  25. Dra. Thais,
    Parabéns pela iniciativa do site. Claro, que cheguei até ele em busca de um tratamento para a minha mãe, diagnosticada com fibromialgia. Moramos em BH e ela já passou por vários médicos, toma “n” remédios diariamente, mas as dores só estão aumentando. Ela chega a fica uma semana de cama, pois não tem conseguido sequer se alimentar. Por favor, nos indique alguém que possa, em BH, dar um atendimento mais amplo ao caso dela. Obrigado, Fernando Trindade

  26. Olá Tais

    Já fazem 7 anos que sofro de dores como as descristas na Fibromealgia ( dores musculares no corpo todo, fadiga, cassaço, efim, todo os sintomas!), também já passei por situações que me levaram a depresão e ansiedade. Passei por cerca de 10 médicos durante esses anos ( reumatologista, ortupodedista, clinico geral, neurologista e etc), tb realizei varios exames de sangue e até choque já tomei . Enfim, essas dores mudaram completamente minha vida pois antes disso era quase que um atleta, agora mal consigo caminhar sem sentir dor!! Peço que me ajuda e se possivel me informe sobre algum profissional que atenda em Brasília ou região. Obrigado!

  27. Dra Tais,
    Fazem quase 4 anos q tento um tratamento eficaz ao meu problema de fibromialgia aqui no estado do Espirito Santo. A descrença dos profissionais de medicina, a fadiga, o desanimo e as dores são obstaculos q não consigo mais superar nessa procura por um tratamento. Será qa poderia me indicar um bom fisiatra ou um centro de referencia no meu estado?
    agradeço desde já!
    Keyt

  28. Por favor necessito urgentemente do nome de um profissional que possa me atender pelo IPASGO, pode ser de Goiania ou Rio Verde / Goias. Estou em tratamento a 10 anos e so tenho 30 anos. Ja tomei tudo que foi citado e as melhoras sao passageiras. Sou professora a 15 anos e amo trabalhar.

  29. Olá Dra. Thais,
    Minha mãe sobre muito com está doença a fibromialgia, ela passa com clínico e ele apenas a encaminha para o ortopedista, chega no ortopedista e ele apenas medica uma antiflamatório e só. Peço sua ajuda para encaminha-lá um especialista do SUS. Ela faz hidroginástica e fisioterapia, mas as dores continuam e cada vez mais forte. Quem disse que ela tem essa doença foi o próprio clínico.
    Obrigada.

    • Olá, Simone!
      O hospital das Clínicas da USP tem um programa multiprofissional para o tratamento de Fibromialgia.
      Peça ao médico de sua mãe um encaminhamento e marque triagem no número:3873 6760
      Boa sorte!

  30. OLÁ Dra THAIS.
    HA MUITOS ANOS SOFRO DESSA SINDROME CHAMADA FIBROMIALGIA,MORO EM UMA CIDADE QUE A SAUDE É MUITO PRECARIA, SÃO POUCAS AS ESPECIALIZAÇÕES POR AQUI,ALEM DA FIBRO TBM TENHO TIROIDE,BORSITE NOS OMBROS,TENDENITE
    NA MÃO DIREITA,ESTOU RECENDO AUXILIO DOENÇA FAZ TRES ANOS HA TREZE ANOS ATRAS EU PESAVA 65K HJ 110K TENHO MUITO INCHAÇO EU QUERO E PRECISO EMAGRECER TBM PARA MELHOR MINHAS DORES,EU GOSTARIA NA VERDADE SE HA CONDIÇÕES DE UM TRATAMENTO NO HC HRATUITO POIS NÃO
    TENHO CONDIÇÕES DE PAGAR UM TRATAMENTO DESSE PORTE
    GOSTARIA MUITO DE VOLTAR A VIVER,SORRIR, NÃO TER VERGONHA DE SAIR A RUA, SEMPRE FUI UMA MULHER ALEGRE
    TRABALHAVA PARA AJUDAR MINHA FAMILIA,MEUS FILHOS,E A QUEM MAIS PRECISACE DO MEU APOIO,HJ ME SINTO INUTIL JA NÃO TENHO MAIS AMIGOS, MINHA FAMILIA NÃO PODE PEGAR A MINHA DOR,POR ISSO EU LHE PEÇO SER FOR POSSÍVEL AJUDAR QUE CONSIGA UM TRATAMENTO NO HC, E DE QUALQUER FORMA
    JESUS TE ABENCÕE SEMPRE OBRIGADA GRANDE ABRAÇO.

    • Olá, Maria Lucia!
      O tratamento para Fibromialgia existe no hospital das clínicas da USP, mas é necessário de um encaminhamento de seu médico para você poder passar em uma triagem.
      O telefone de lá para marcar a triagem é:3873 6760.
      boa sorte!

  31. Olá Dra Thais!
    obrigada pelo retorno esse espaço é muito
    importante,ajuda muita gente,mas gostaria de saber
    se o emcaminhamento pode ser de qualquer especialidade
    ou tem que ser de neurologista ,reumatologista, ou até mesmo
    de um clinico geral,
    obrigada!

  32. Bom dia!
    Andei vendo na Discovery Chanel, o sindrome da perna inquieta, mas olhando essa explicação, pode ser que meu marido esteje com Fibromialgia, por favor me ajude, a saber o que meu marido tem. Ele fez alguns exames, fez até tratamento mas infelismente, passou em 1 semana, e depois voltou aquela queimação na perna dele (esquerda) do joelho para baixo, queima muito, ele não dorme a noite, passa as horas sentado no sofá da sala, pois mesmo deitado ainda doe muito, que medico especializado pode ajudar meu marido, pois não sabemos mais em que medico ir, por favor nos ajude, se puder mande mensagem pelo meu e0mail, agradeço muito de nos ajudarmos.Me esqueci, eu moro em Santa Barbara, mas nosso convenio Unimed é de Americana, Santa Barbara e Nova Odessa SP, será que encontro um medico nessas cidades ao qual sitei, para a melhora do meu marido?
    Obrigada, pela atenção.

    • Olá, Edileine!
      A Síndrome da perna inquieta na ocasiona dor. Seria interessante seu marido passar em um médico fisiatra. Acredito que o local mais próximo para você seja em Campinas. Lá, procure o Dr Marcelo Mourão que está atendendo pelo SUS na unidade da Rede Lucy Montoro.
      Boa sorte!

  33. Boa noite Dr Thaís
    Sofro muito com fibromialgia.Já percorri por vários mèdicos,o último foi reumatologistaexpliquei o que sentia,ele me pediu vários exames de sangue,todos excelentes.Foi aí que ele me disse que eu tinha fibromialgia.Receitou Alginac e miosan,por uma semana.A princípio,me senti um pouco melhor,mas depois de nada adiantou.Tomo muito analgésico diariamente.Bem hoje entrei no site do iamspe para procurar um nova especialidade,e me deparei com médico fisiatra,entrei no google para ver do que se tratava e encontrei o site da Sra.
    Pensei ter encontrado o meu anjo da guarda.Liguei para o número encontrado,pois preciso muito falar com a sra.Me informaram que a senhora estaria viajando no momento.Resumindo,por favor onde poderei encontrar a sra para marcar uma consulta.Desde já,sou muito grata.
    Denize Padilha

  34. boa noite!
    minha mãe foi diagnosticada hoje com fibromialgia, gostaria de saber se você indica algum especialista em belo horizonte, principalmente da unimed. você poderia mandar a resposta por email pra mim?
    te agradeço muito.
    abs,
    thais

  35. Oi gostaria de saber se existe um bom médico em Niterói – RJ ou no Centro do Rio – RJ que o atendimento seja UNIMED?

  36. Poderia me informar por favor, especialistas que tratam de fibramialgia
    em goiania goias. Preciso muito. desde já obrigada.

  37. Olá Thais Saron
    Tenho 25 anos e infelizmente acho que tenho fibromialgia, por ler bastante sobre a doença me identifiquei com os sintomas, há 5 anos venho sentindo essas dores no corpo ou melhor nos musculos , bem sei lá . Sou de Vitória ES e gostaria de saber se você conhece algum medico daqui que entende desta área e também se um Reumatologia pode diagnosticar o meu problema, já fui em alguns neurologista e os remedios que me passaram nao me adaptei e abandonei o tratamento pela metade.
    Aguardo sua resposta.

  38. Cara Drª Thaís, Sofrí um acidente de trabalho que me deixou incapacitado ( lesão medular, bexiga neurogênica hipo e artrodese de T3 a L4 ), por conta disso minha esposa teve que aumentar sua carga horária de trabalho. Ela já era portadora da Síndrome Miofascial, porém depois desse período compreendido entre meu acidente e os dias de hoje que somam 3 anos suas dores só pioram, ela trabalha com saúde mental e sempre recebe novas informações e prescrições de remédios que podem ajudar, mas infelizmente ela está ficando cada vez mais incapacitada, esta última semana passou de cama. Nos últimos tempos a forcei a fazer uma natação de leve na piscina do nosso prédio com a orientação do professor de natação, mas não percebemos melhora alguma. No mês passado e já em desespero ela retirou todos os remédios atuais ( lyrica 150 mg 2x ao dia e Miosan 5 de manhã e 10 mg a noite e outros ), mas infelizmente ou felizmente teve que retornar. Não quero mais que ela fique tomando corticosteróides por deixar ela muito inchada trazendo a forte sensação de que ela pode infartar ou ter um AVC a qualquer momento. Gostaria da sua indicação de um especialista no Rio de Janeiro pois moramos no interior do estado. desde já agradeço a sua imensa atenção e obrigado pelo excelente trabalho junto aos doentes dessa doença tão cruel.

    • Olá, Maurício!
      Um bom médico Fisiatra vai ajudá-la com um tratamento de reabilitação e aos poucos, ela diminuirá as medicações.No entanto, como ela trabalha com saúde mental, é imprescindível fazer psicoterapia também para obter a melhora.
      Segue alguns contatos no RJ:
      ANA LUCIA MUNIZ TEIXEIRA MOURAO
      RIO DE JANEIRO – RJ
      almourao@ig.com.br
      PRISCILA SILVEIRA MARTINS
      RIO DE JANEIRO – RJ
      martinspri@yahoo.com.br
      Pode dizer que conseguiu o contato através do site da Dra Thais Saron da IMREA-USP.
      Qualquer coisa entre em contato aqui novamente.
      Boa sorte!

  39. Vagner Nascimento Santos

    Dra. Thais
    Primeiramente parabéns pelo site.
    Há pouco mais de três anos venho fazendo tratamento para fribriomialgia, mas ainda sinto muitas dores, não consigo realizar tarefas simples como lavar louça ou simplesmente dirigir. Já tomei uma infinidade de medicamentos (fluorexetina, miosam, diclofenato, rivotril, dormonid, apraz, venlavaxina, duloxetina- cymbalta, cloridrato de tramadol.Já fiz fisioterapia, hidroterapia, acumpultura, hidroterapia, caminhadas. Como posso melhorar

    • Olá, Vagner!
      A combinação da medicação com a atividade física após a reabilitação muscular e a psicoterapia é a melhor opção para o controle dos sintomas.
      Sugiro que procure um médico Fisiatra para orientá-lo quanto a esta combinação!
      Boa sorte!

  40. Tenho uma dor no corpo que me deixa prostrada na cama, parece que apanhei, não sei a origem, tomo Mirtax e as vezes Tandrilax.

    • Olá, Marilzete!
      Sugiro que faça uma avaliação com um médico Fisiatra para verificar se o diagnóstico é Fibromialgia.
      Boa sorte!

  41. Olá,
    tenho uma dor muito forte no corpo todo, parece que levei uma surra, não sei o que é, mais me dixa de cama as vozes. Vou trabalhar com esta dor é orivel. O que pude perceber é que ela aparece quando estou muito preucupada com algo ou muito tensa. Gostaria de saber se em brasília tem especialistas em dor crônica, não aguento mais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s