A Dor Atual


Seja bem vindo!!
Este blog é voltado para o paciente que tem dor e tem algumas dúvidas com relação a causa, exames diagnósticos, medicação, melhor tratamento de reabilitação, melhor tipo de atividade física que pode realizar com determinada patologia e até curiosidades. Tudo de maneira acessível e atualizada.
Participe enviando suas dúvidas e opiniões a respeito do MUNDO DA DOR e elas serão sempre bem vindas e respondidas!
Dra Thais Saron
Medicina Física e Reabilitação

Anúncios

22 Comments

parabéns pelo blog, precisamos sempre de esstarmos bem informado sobre essa doença invisível.
abraços

http://autoimunes.blogspot.com

Oi Dr Thais!!! Saudade!!
Adorei o blog!!!
Tá tudo muito explicadinho… vou aguardar os novos posts…
bjusss

FICOU OTIMO ESSE BLOG,PELO MENOS VAMOS FICANDO MAIS INFORMADAS POR QUEM ENTENDE.
BJS

DRa. THAIS VC CONHECE UM EXAME TERMOMETRIA? DIZEM QUE NO HOSPITAL 9 DE JULHO TEM,SERVE PARA SABER OS PONTOS DE FIBROMIALGIA?

    Olá, Nilce! A termometria ou termografia é a medição da distribuição de temperatura superficial do corpo. Esta temperatura depende do fluxo e volume sanguíneo subcutâneo. A atividade metabólica muscular ou visceral (outros órgãos) pode aumentar esta temperatura. Portanto, a termometria vai demonstrar toda a região acometida pela dor na Fibromialgia.

Oi, Thais

Gostei demais do seu blog, está bem claro e sucinto.

Esta sua iniciativa em orientar as pessoas e esclarecer as dúvidas, foi demais.

Continue sempre assim.

Um beijo,

Cris

Eliane disse;
Olá Dr Thais, gostei muito das informaçoes que vc deu, mas gostria de saber de alguns medicamentos p/ dira a dor causada pela osteopenia, pois a minha mãe tem muita dor que sai do quadril e vai p/ as pernas e muitas veses ela sente um formigamento nos pes estou ficando com medo de algo mais sério, pois a unica coisa que esta tirando a dor dela no momento é um injeção chamada dexacitoneurin 25000.outros medtos ja usados por ela como tanderalgim /diclofenac pot /nimesulide /imipramina gabapentina nao estão dando resultado, vc conhe outros que talves possamos tentar p/ aliviar ela das injeções.muito obrigada. eliane

    Olá, Eliane!
    A osteopenia não causa dor. A osteoporose só causa dor quando há fratura associada. Sua mãe pode ter dor por outras razões, por este motivo, é importantíssimo um diagnóstico bem feito. Assim, é díficil dizer qual o tratamento mais indicado para ela.
    Vale a pena lembrar que no caso de dor crônica, não existe nenhum medicamento milagroso que tire a dor completamente. O diagnóstico bem feito, associado com o tratamento medicamentoso e de reabilitação proporcionarão melhora dos sintomas e nem sempre esta melhora é imediata, tudo depende do diagnóstico e de cada paciente.
    Espero ter te ajudado e tendo mais dúvidas, estarei à disposição.

Oi, Dra Thais, esqueci de comentar que, a minha mãe fez a densiometria ossea,e ficou constatada que ,ela tem baixa densidade ossea na L4,L5 e o diagnóstico é a osteopenia.e ela tem muita dor lombar, e talves tb tenha dor no nervo ciático. Pois a dor começa na lombar e desse p/ as pernas e tem um pouco de dormência nos pés.Será que ela pode estar com algum pinçamento nas vertebras? dai a dor?Ou até mesmo um começo de Hermia de disco?
Sabe estou perguntan a vc pois ela faz tratamento na rede pública de saúde, por isso tenho dúvidas agora, pois os exames e as consultas levam até 2 meses p/ serem marcados.E eu fico muito aflita,e o que eu puder ter de informações a respeito,ja me sinto melhor. obrigada pela atenção Eliane.

    Oi, Eliane!
    Como lhe falei anteriormente a osteopenia não ocasiona dor.
    Existem várias causas de dor na região lombar, a maioria delas é causa muscular (Leia o post “Síndrome Dolorosa Miofascial”). A dor muscular pode levar à lombalgia com irradiação para as pernas e formigamento, simulando a dor do ciático (Leia no post “Ciático ou Piriforme?”).
    No caso de compressão nervosa, há associação de outros sintomas, leia no post “Causas e Consequências da Hérnia Discal”. Se ela não apresentar os sintomas de compressão, fique mais tranquila pois será resolvido com uma reabilitação bem feita, sem necessidade de cirurgia urgente.
    Gostaria de lembrar que minhas considerações não são um diagnóstico ou uma proposta de tratamento, são hipóteses baseadas nas informações que você me deu e na literatura científica.
    Somente uma avaliação clínica da sua mãe, associada a alguns exames complementares poderão elucidar a causa de suas dores.
    Espero ter ajudado!

Cláudio Barbosa Espíndola 29 de agosto de 2009 às 15:53

Dra. Thais,

Sobre ESPONDILOLESE(C6-C7 e L5)com reduçaõ parcial do espaço discal de C6-C7 e L5-S1,peço orientação qto as atividades físicas recomendadas. Sabendo que em L5-S1 tb foi diagnosticado no Rx ARTROSE interfacetárias.

Dados:
Idade – 59 anos
Peso – 89 Kg

Obs.:
1- Tomo ABLOK 25mg ( por recomendação do cardiologista/prevenção por ter alteração da pressão em
momentos submetidos a “stress” e tensões excessivas e contínuas.
2- Demais condições físicas e laboratoriais s/ anormalidades.

Agradeço antecipadamente,e parabenizo-a pela iniciativa em criar este meio de informação que é, sem dúvida,de grande utilidade à sociedade. Cláudio.

    Olá, Cláudio!
    A espondilolistese tem vários graus que dependem dos deslizamento que apresenta.
    Para sabermos quais atividades físicas seriam mais adequadas precisaríamos destas informações, da avaliação clínica do paciente e de um teste ergométrico.
    Porquê?
    Porque é necessário saber se o paciente tem sintomas, quais suas condições musculares e qual a carga máxima que seu coração suporta durante o exercício.
    Para pacientes que já passaram pelo tratamento de reabilitação com melhora das dores e correção postural, geralmente indica-se exercícios de alongamento e aeróbicos sem carga e sem impacto, ou seja, aqueles que são realizados dentro da água. A eleita é a hidroginástica!A natação pode ser realizada desde que não piore seus sintomas cervicais devido ao movimento repetitivo dos estilos “peito” e “borboleta”. O teste ergométrico é essencial pois verifica se há indício de isquemia miocárdica (Infarto) durante o exercício e com este exame, pode-se calcular a frequência cardíaca ideal que o paciente deve atingir durante o exercício para melhorar seu condicionamento físico, perder peso (se for o caso) e melhorar as condições musculares, fazendo uma prevenção da dor muscular para o futuro.

Ivanei gomes de souza 25 de outubro de 2009 às 21:22

Drª Thais, consultei com um Ortopedista e o mesmo me examinou e informou-me que o problema que tenho no joelho é provavelmente uma lesão de menisco, me passou medicação (injeção betatrinta e comp. biofenac LP) e uma ressonância magnética. Já estou tomando a medicação, porém, no momento não estou podendo fazer o exame. Pela dificuldade que é de encontrar especialista desta área na cidade que moro, preciso que a Srª me informe/oriente a respeito de LESÃO DE MENISCO, o que devo fazer? Desde já, o meu muito obrigado.

    Oi, Ivanei!
    Leia o Post “E quando o joelho dói?”, onde escrevi a respeito das principais lesões de joelho.
    Tente da maneira que te respondi anteriormente conseguir este exame, pois a ressonância magnética nos mostrará se ocorreu a lesão do menisco e qual a sua gravidade, para determinar se o tratamento é cirúrgico ou conservador (reabilitação). Se tiver uma ruptura parcial por exemplo, precisa saber qual sua localização para saber se não pode evoluir para uma ruptura total.Por isso, faça o exame antes que a lesão piore pois pode evitar uma dor de cabeça no futuro.
    Você tem direito de fazer pelo SUS. Brigue por isso!

Olá! Tenho 51 anos, sexo masculino, sou treinador e praticante de tênis de mesa. Ocorrido em 08/12/2009, após 7 horas de prática exaustiva em competição de tenis de mesa, ao chegar em casa não consegui dormir, com tanta dor. Exame de TM feito e laudado como inflamação do supra-espinhal, com acromio curvo II. Tratado com antinflamatorios inicialmente, sem nenhuma analgesia. Fui imcaminhado para fisioterapia e aculputura (que apresentou melhora nas dores),já estou na 60a. secção de fisioterapia. Não consegui grande progresso na amplitude de movimentos, hoje tenho laudo de “capsulite adesiva” ou “Sindrome do Ombro congelado”, para movimentos mais amplos a escapula acompanha, e toda a articulação acompanha (o ombro movimenta por completo), preciso retornar as minhas atividades normais (treinos e jogos), me aconselharam a fazer o bloqueio, ou mesmo cirurgia para a correção do acromio. Meu médico já acha que o retorno acontecerá naturalmente, e que, só em última opção o ato cirurgico. Preciso de um parecer teu, já estou perdendo a paciência, sou muito ativo. Agradeço desde já pela resposta.
Adalberto

    Olá, Adalberto!
    É dificil dar um parecer para você sem fazer um exame clínico e ver seus exames.
    Na maioria dos casos de capsulite adesiva, o tratamento conservador é a melhor opção com ótimos resultados.
    O que você precisa avaliar é:estão fazendo a reabilitação corretamente? Se não estiverem você poderá fazer 500 sessões de fisioterapia sem melhora da dor e da função e se estiver sendo feita adequadamente isto será resolvido rapidamente.
    Toda cirurgia de ombro precisa ser muito bem indicada, pois o ombro é nossa articulação mais complexa e os resultados de intervenções no local apresentam muitas complicações.
    Minha sugestão é que você procure um médico Fisiatra para orientá-lo quanto a reabilitação e ao tratamento medicamentoso.
    Boa sorte!

OLá Dra. Thaís! Parabéns pelo blog. Ouvi sua entrevista hj na CBN. Muito bom! Dra. existe DOR DE CRESCIMENTO?Pois minha filha hj com 6 anos tem dores frequentes nas “canelas ” dd os três anos e o pediatra disse para dar alivium que a dor passa e é isso q acontece. Mas percebi q isto acontece quando ela fica resfriada. Algum problema nisso? grata. Leila.

    Olá, Leila!
    O crescimento ósseo pode ocasionar dor nas regiões periféricas, no caso da sua filha, nas canelas. Não conheço nenhuma explicação para isto acontecer somente quando ela fica resfriada, talvez seja por estar mais sensível durante a infecção. O alivium é um analgésico comum e não ocasionará nenhum problema para sua filha, desde que tome conforme a orientação do pediatra. Com o passar dos anos, a tendência é que a dor de crescimento desapareça. Se isto não acontecer e você tiver histõria de reumatismo na família, sugiro que procure um reumatologista.
    Boa sorte!

Deixe um comentário

Name and email address are required. Your email address will not be published.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <pre> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

%d blogueiros gostam disto: