O que é Fibromialgia?


FIBROMIALGIA
FIBRO/MIA/LGIA – Fibras/Musculares/Dor.
O nome FIBROMIALGIA significa dores nos músculos e tecidos conectivos fibrosos (ligamentos e tendões).

Músculos em posição de esgrima

O que é Fibromialgia?
A Fibromialgia pode ser chamada de Síndrome Fibromiálgica.
É considerada uma Síndrome porque apresenta vários sinais e sintomas que podem ocorrer em outras doenças também.
Os SINAIS são os achados físicos encontrados quando o médico examina o paciente e os SINTOMAS são as queixas relatadas pelo paciente quando conta sua história clínica.
É caracterizada basicamente por dores musculares generalizadas, cansaço, distúrbio do sono e do humor.
Acomete principalmente as mulheres de meia idade, mas pode acontecer em homens, adolescentes e crianças.

Quais as suas causas?
Diferentes fatores, isolados ou combinados, podem desencadear a Fibromialgia.
Estão relacionados às mudanças hormonais, trauma físico, estresse emocional e outras doenças. Não se conhece o verdadeiro motivo da manifestação da Síndrome e como ela acontece.
Há estudos que dizem que estes pacientes apresentam um aumento da sensação dolorosa corpórea. Outros autores sugerem uma percepção anormal de dor no Sistema Nervoso Central que conseqüentemente aumenta a sensibilidade dolorosa.
Pesquisas relatam diminuição de alguns neurotransmissores (serotonina, l-triptofano, entre outros) que causam uma alteração do sono, do humor e aumentam a percepção de dor nestes pacientes.
A alteração do sono desencadeia aumento da fadiga e diminuição do GH( hormônio do crescimento) que é necessário para a reparação do tecido muscular que sofre microtraumatismos.
O descondicionamento físico gerado pelo imobilismo adotado pelos pacientes em defesa da sensação dolorosa aumenta a chance de microtraumatismos musculares com conseqüente dor e fadiga muscular.
A biópsia muscular revela um músculo descondicionado (falta de oxigênio) e sem sinais de inflamação, o que difere de doenças reumatológicas.

Como é feito o diagnóstico?

Desde 1990, a Fibromialgia foi mais bem definida através de um estudo que estabeleceu regras para seu diagnóstico.
Neste estudo, foi demonstrado que a dor generalizada e a dor em pontos dolorosos específicos estão presentes nos portadores de Fibromialgia, e que não são comuns em pessoas sadias ou com outras doenças com sintomas semelhantes.
A Fibromialgia não é detectada através de exames laboratoriais ou radiológicos conhecidos. Os exames são importantes para descartar outras doenças com características semelhantes. O diagnóstico desta Síndrome é puramente clínico, evidenciado através das queixas e exame físico do paciente feito pelo médico.
Pontos dolorosos dos critérios diagnósticos.
Não é bem conhecida pela maioria dos médicos e é muito confundida com outras patologias por apresentar sintomas encontrados em outras doenças. Existem pessoas que desconhecem esta manifestação e acreditam que estes sintomas sejam imaginários ou desprezíveis. Por ter sintomas generalizados, inespecíficos e semelhantes ao de outras doenças, comumente os pacientes são submetidos a várias avaliações complicadas e repetidas antes de identificar esta síndrome. Por este motivo, é importante procurar um médico que conheça esta condição.

IMPORTANTE A Fibromialgia afeta principalmente os músculos e seus locais de fixação nos ossos (tendões). Pode apresentar dor nas articulações, mas não leva à inflamação (artrite) e nem deformidades às mesmas.

Anúncios

4 Comments

olinda gomes teixeira 13 de janeiro de 2010 às 20:05

pelo amor de Deus os médicos não estão preparados para tratar esta doença,o descaso e imenço,vc fala o que tem após anos de peregrinação em consultórios,eles sequer olham direito para vc receitam antidepressivos e morfina,e olhe lá depende do medico.tudo bem sei que o setor saúde no Brasil é uma desgraça,mas o que leva alguém estudar medicina sem a minima vocação? A cada 200 médicos 1 enxerga um ser humano a sua frente,os outros (…..)ai é depressão,triteza,humilhação,falta de credibilidade,acham que é frescura,uma doença que não aparece em nenhum exame,feita é claro quando se consegue , um ano após o pedido.Ate hoje não achei ninguém que se interesse realmente por esta maldita doença.Caso alguém descubra por favor me avisem,á desde que seja gratuito,não posso pagar medico.

    Olá , Olinda!
    Não deixe que a alteração de humor que a Fibromialgia causa deixe você sem esperanças e te traga energias negativas.
    Felizmente, existem muitos médicos interessados nesta enfermidade e tratam seus pacientes com toda atenção e respeito. Por outro lado, muito não estão familiarizados com a doença e por não a conhecerem direito, não dão a devida atenção.
    Se você precisa de atendimento gratuito, sugiro que você procure atendimento em um hospital escola, onde terá um tratamento de qualidade.
    Boa Sorte!

Oq pode aliviar a fibromialgia?…as dores são insuportáveis…minhas dores são dentro dos ossos na pele nos braços nas articulaçãoes em geral se alguem me der um tapinha de nada ja doi… meu corpo ta sensivel demais e no frio aumenta a dor..aff ar condicionado nem pensar…

    Olá, Vanda!
    Vários são os métodos de tratamento que podem aliviar os sintomas da Fibromialgia, leia no Post “Tratamento da Fibromialgia”.
    Sugiro que você seja avaliada por um médico Fisiatra para auxiliá-la a saber quais terapias são as mais indicadas no seu caso e o melhor tratamento medicamentoso.
    Boa Sorte!

Deixe um comentário

Name and email address are required. Your email address will not be published.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <pre> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

%d blogueiros gostam disto: