Mito da “Dor do Ciático” ou Síndrome do Piriforme?


É muito comum ouvirmos queixas de dor na região lombar ou glúteos irradiadas para a perna como “dor do ciático”. Na maioria das vezes isto é apenas a forma como as pessoas conseguem descrever a localização da sua dor devido ao fato de conhecerem o mito da “Dor do Ciático”.
Para entendermos o que está causando a dor nesta região, precisamos conhecer que é realmente esta “Dor do Ciático”.
O nervo Ciático é o mais longo do corpo humano, ele se estende desde a região lombar (entre a L4 e L5) até o dedão do pé e durante este trajeto atravessa alguns músculos, inclusive um músculo profundo na região glútea, o músculo PIRIFORME (este músculo realiza a rotação lateral da coxa).

Trajeto do  Nervo Ciático

A “Dor do Ciático” é aquela causada por uma compressão de sua raiz nervosa, localizada na região lombar (L4 e L5), na maioria das vezes causada por uma hérnia discal (Não por um abaulamento ou protusão!!!).
Veja a diferença entre hérnia, protusão e abaulamento no Post “Hérnia Discal” e aprenda sobre seus sintomas e tratamento em “Causas e Conseqüências da Hérnia Discal”.
A compressão do nervo ciático pode ser evidenciada pela Eletroneuromigrafia que mostrará uma radiculopatia na região de L4 e L5. Neste caso, podemos chamar de “Dor do Ciático” ou “Ciatalgia”.

Compressão do Nervo Ciático

A SÍNDROME DO PIRIFORME é causada por trauma no local (cair sentado, por exemplo), hiperlordose (nas grávidas principalmente, ver Post “Deformidades na Coluna causam dor?”), em atletas (maratonistas, ciclistas e praticantes de spinning) e hábitos posturais não saudáveis (como ficar muito tempo sentado e dormir em posição fetal). Acontece devido a uma contratura deste músculo (ver Post “Síndrome Dolorosa Miofascial”) que comprime o nervo ciático em seu trajeto na região glútea.

Dormir na posição fetal pode desencadear a Síndrome do Piriforme!!

Os sintomas da Síndrome do Piriforme são dor em região lombar, e/ou sacral, com irradiação para a região póstero-lateral da coxa, podendo se estender até o pé. Esta dor piora com a posição sentada por período prolongado (principalmente quando o paciente cruza as pernas), ou ficar em pé por período prolongado ou ainda, durante uma corrida. Eventualmente os pacientes podem sentir formigamento ou dormência na localização da irradiação da dor. A reprodução da dor pode ser conseguida através de manobras específicas que mimetizam a função deste músculo e através da palpação deste músculo realizada por um especialista.

O nervo ciático passa pelas fibras musculares do músculo piriforme!

A Síndrome do Piriforme deve ser avaliada por um médico Fisiatra, pois pode ser confundida com outras patologias como a hérnia de disco, tumor em coluna ou pélvico, artrose de quadril e até mesmo fratura de colo de fêmur (Veja no Post “Síndrome Dolorosa Miofascial” seus sintomas, causas e tratamento).
O tratamento da Síndrome do Piriforme é feito com o diagnóstico correto dos músculos acometidos (eventualmente outros músculos podem apresentar Síndrome Dolorosa Miofascial concomitante), prescrição do tratamento medicamentoso (que depende do tempo de duração da dor, se ela é aguda ou crônica) e do tratamento de reabilitação que será realizado inicialmente com fisioterapia (através de analgesia com meios físicos, cinesioterapia e miofascioterapia), orientações ergonômicas, reeducação postural e posteriormente com exercícios físicos prescritos pelo médico Fisiatra. Em casos mais rebeldes, pode ser necessária a infiltração com lidocaína (anestésico local) no músculo para melhora do sintoma doloroso e facilitar o tratamento de reabilitação.

Alongamento  do músculo Piriforme e glúteos

Se você apresenta sintomas semelhantes aos acima descritos, procure um médico Fisiatra que pode diagnosticar precisamente os músculos envolvidos na dor, descartar outras patologias e orientar o tratamento de reabilitação e de prevenção de recorrência das dores.

Anúncios

10 Comments

OLA, EU ACHEI SUPER LEGAL AS INFORMAÇÕES, TUDO MUITO CLARO E BEM DIRIGIDO PARA QUEM BUSCA INFORMAÇÕES RÁPIDAS – EU LI A RESPEITO DA SINDROME DO PIRIFORME E ESTOU QUESTIONANDO OS VÁRIOS DIAGNÓSTICOS QUE TIVE. PARABENS PELO SIT

Fiz cirurgia de estenose de canal o q resultou em fibrose e minhas dores são piores q antes da cirurgia, sempre irradiando p/pernas. No serviço da dor do HCPA, foi diagnosticado: Síndrome MIOFASCIAL GLÚTEA ( + PIRIFORME ).Iniciei c/manejo específico para miofascial ( acupuntura, alongamto e hidro )

    Olá, Sandra!
    Se o seu diagnóstico estiver correto, estes são os primeiro passos para sua reabilitação muscular.
    Sugiro que procure um médico Fisiatra para orientá-la sobre a necessidade de medicações que auxiliam este tratamento e sobre as próximas etapas da reabilitação que você deverá fazer para obter o melhor resultado possível.
    Boa Sorte!

Estou em tratamento de hérnia de disco L4 e L5, faço fisioterapia e tomo os medicamentos, não sei como proceder após sair da fisioterapia, se coloco ou não bolsa no local, já estou de repouso há um mês. Fiz, recente, acumpultura a laiser e quiropraxia, tenho melhorado, às vezes sinto alguns incômodos na lombar(D),preciso de orientação.

    Olá, Wal!
    A bolsa de água quente ajuda muito no alívio da dor, tome cuidado para não queimar a pele no local da dor que geralmente é mais sensível.
    Uma boa dica é envolver a bolsa de água quente em uma toalha ao aplicá-la.

Olá Thais! Pesquizando sobre o assunto ciático verifiquei que tenho de tudo. Fiz tomografia, rx: cintilografia essa semana, ainda não levei para a avaliação. Nossa tem dias que dói demais! Obrigada. Dolores.

    Olá, Dolores!
    Suas dores podem ser aliviadas se fizer o tratamento adequado.
    Sugiro que procure um médico Fisiatra para orientá-la quanto ao tratamento medicamentoso e de reabilitação.
    Boa sorte!

dra.Thais Saron
Gostaria de fazer uma consulta com a doutora porque tenho dores atrozes .
Poderia me enviar seu telefone e endereço ?
Agradeço.
Fajwel

Deixe um comentário

Name and email address are required. Your email address will not be published.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <pre> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

%d blogueiros gostam disto: